A cozinha

A cozinha das Cinco Terras é uma cozinha simples, herdeira de uma tradição milenar ligada à história da região. Os pratos de hoje ainda conservam as mesmas características daqueles de outros tempos, respeitando os aromas e os sabores. Obviamente, o peixe reina absoluto no cardápio: anchovas, douradas, robalos, sépias, polvos e lulas estão entre os principais ingredientes de muitas receitas. Os pratos são valorizados com ervas aromáticas, que crescem em toda a área, como o orégano, o tomilho e a manjerona, sempre temperados com o azeite local e regados com os suntuosos vinhos brancos da zona. As verduras cultivadas nas hortas locais, têm grande espaço nas tortas e sopas, que muitas vezes são preparadas com borragens, acelgas, repolhos, alcachofras, batatas e alho-poró. Poucos são os pratos de carnes, quase todos limitam-se à carne de aves ou de coelhos de criação.

Receitas

 Mexilhões recheados

Lave e abra dois terços dos mexilhões, reserve o caldo, cozinhe o restante numa panela. Triture juntos: miolo de pão, mortadela, alho e outras ervas, em seguida misture bem com ovos, queijo parmesão, sal e pimenta e recheie os mexilhões abertos com a massa obtida. Enquanto isso, refogue uma cebola numa panela, adicione tomates sem pele e cozidos previamente em fogo alto. Por fim, coloque os mexilhões recheados dentro da panela, regue com o caldo reservado  e cozinhe por meia hora.

 Bolinhos fritos de flor de abobrinha

Prepare uma massa líquida com água, farinha, sal e flor de abobrinha. Aqueça o óleo em uma frigideira. Aos poucos, coloque pequenas porções no óleo aquecido formando os bolinhos; quando estiverem levemente dourados retire-os do óleo. Escorra os bolinhos e sirva-os ainda quentes.

 

Vinhos

Houve um tempo em que a viticultura nas Cinco Terrasera um dos aspectos que mais caracterizava a região, hoje são poucos os que trabalham no setor. Justamente para promover esta tradição, foi criada em 1982 a Cooperativa Agrícola que produz o Cinque Terre e o Sciacchetrà, dois vinhos com denominação de origem controlada. O primeiro é um vinho branco, seco e delicado, de coloração amarelo-palha, ótimo para ser degustado com pratos a base de peixes, tortas de verduras e focacce. O segundo, sem dúvidas, é o vinho mais conhecido das Cinco Terras, trata-se de um vinho do tipo passito, doce e licoroso, com grande estrutura e aroma, perfeito para acompanhar sobremesas consistentes. O Sciacchetrà, produzido em quantidade limitadíssima, é obtido através da fermentação das mesmas uvas utilizadas para o vinho branco, as quais são deixadas em treliças por três meses para secagem. A prensagem das uvas que acontece no final de novembro é talvez a origem do nome deste vinho italiano (“sciacàa”, “schiacciare” que significa esmagar).

cm;text-align:justify;mso-layout-grid-align: none;text-autospace:none'>Prepare uma massa líquida com água, farinha, sal e flor de abobrinha. Aqueça o óleo em uma frigideira. Aos poucos, coloque pequenas porções no óleo aquecido formando os bolinhos; quando estiverem levemente dourados retire-os do óleo. Escorra os bolinhos e sirva-os ainda quentes.